Hokkekyoji

Origens

A história de Hokkekyoji remonta ao ano de 1260, quando Nichiren Shonin fugiu da perseguição Matsubagayatsu. Ele escapou para Shimousa, onde se confiou a Jonin Toki, que era um seguidor devoto e um proeminente patrono local. Em agosto de 1260, o Hokke-do foi construído dentro da residência de Toki. Hokke-do tornou-se Hokkeji e evoluiu com o tempo até tornar-se Hokkekyoji.

Nichiren Shonin realizou seu discurso sentado de 100 dias entre o fim do ano e a primavera. Da mesma maneira, esse templo é considerado como o lugar sagrado de Honge Shoten Borin (a primeira pregação do Dharma de Nichiren Shonin). Outro proeminente patrono, Jomyo Ohta da região vizinha de Nakayama, construiu o Jibutsu-do em sua propriedade. Jibutsu-do fui abençoado por Nichiren Shonin quando sua construção foi concluída e mais tarde se converteu em Honmyoji.

Jonin Toki tornou-se sacerdote depois do passamento de Nichiren Shonin em 1282, e alterou seu nome para Nichijo. En 1297, Nichijo comprometeu-se a manter todos os documentos que Nichiren Shonin deixou no templo para evitar que se perdessem. Todos os documentos estão guardados em segurança até hoje, encontrando-se conservados no Shogyo-den.

Quando Nichijo faleceu, o filho de Jomyo Ohta, Nichiko, tornou-se o segundo sacerdote de Hokkeji e também estabeleceu Honmyoji. A partir de então, o principal sacerdote supervisiona ambos os templos. Esse sistema é chamado Ryozan Isshusei (um sacerdote principal para os dois templos). Após o passamento de Nichiko, Nichiyu tornou-se o terceiro sacerdote de Hokkeji e Honmyoji, e convidou uma importante patrono, Tanesada Chiba, para liderar a congregação. Tanesada contribuiu generosamente com uma grande área de terra para o templo para assegurar a situação financeira do templo. Nichiyu divulgou vigorosamente a missão, cantando o Sutra de Lótus e copiando o Sutra. Também fez diversas peregrinações a Minobusan. Essas visitas resultaram em que seu discípulo Nikka, que provinha de uma família aristocrática, fizesse contribuições financeira a Minobusan. Ele também reuniu documentos escritos por Nichiren Shonin e criou um índice deles.

NEXT